WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
DestaquesGeral

Professores da Universidade Federal de Goiás conhecem cadeia produtiva do cacau e do chocolate

Visita incluiu a Uesc, UFSB, CIC, Ceplac, Dengo e fazendas no Sul da Bahia

Professores do Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos (PPGCTA) e do Programa de Pós-graduação em Agronomia (PPGA) da Universidade Federal de Goiás (UFG): Profa. Dra. Tatianne Ferreira; Prof. Dr. Fernando Pereira de Sá; Profa. Dra. Abadia dos Reis Nascimento e Prof. Dr. Flávio Alves da Silva, realizaram uma visita técnica envolvendo diferentes atores da cadeia do cacau no Sul da Bahia.

São José Beach Club
Fazenda Sagarana
Dengo Experiência

Eles visitaram a   Fazenda Dengo Origem; Centro de Inovação do Cacau (CIC); Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (CEPLAC), Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC); Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Cooperativa de produtores liderados pela mestranda Tatiane Botelho (T&C Services); Agricultura Familiar (representado por Osvaldo da Fazenda Taboquinha), Cléber Isaac Filho (Empresário, Escritor, Produtor de cacau e Apresentador do Programa Economia Verde), Fazenda Santa Ana (Dr. Morbec), Biofábrica de Cacau (representada pela Engenheira Agrônoma Kaleamdra), produtor Henrique Almeida (Chocolate Sagarana), além da Cooperativa dos  Cacauicultores do Sul da Bahia (Coopercabruca) representada por Ney Marçal e Ialesson Alves.

Coopercabruca
Centro de Inovação do Cacau
Ceplac

O objetivo da visita técnica foi conhecer a cadeia produtiva do cacau, técnicas de produção e manejo da cultura cacaueira, além da produção envolvendo grandes produtores e a agricultura familiar,  expandindo o conhecimento e abrangendo a cooperação técnica entre os pesquisadores dos Programas de Pós-graduação envolvidos, fortalecendo a ciência nesta área.

Uesc
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar