DestaquesGeral

Natucoa, Cacau do Céu e Modaka são finalistas do “Prêmio Brasil Artesanal 2019- Chocolate”

 

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) divulgou nesta quarta (24) o nome das cinco finalistas do “Prêmio Brasil Artesanal 2019 – Chocolate”. Entre os finalistas, está o Chocolate Natucoa, da Cooperativa de Serviços Sustentáveis da Bahia- Coopesba, que reúne produtores da agricultura familiar. A lista tem mais dois chocolates do Sul da Bahia: Cacau do Céu, de Marcela Tavares Monteiro de Carvalho e  Modaka, de Patrícia Viana Lima. Completam a lista, Os demais finalistas são os chocolates Kalapa, de  Luiza Dantas Santiago (MG), e Majucau, de Mariana  Basaure (SP)

Chocolate Natucoa

O Natucoa utiliza cacau com Selo de Indicação Geográfica Sul da Bahia, que garante sua origem  e qualidade do produto. Para a presidente da Coopesba, Carine Assunção,  “esse é mais um reconhecimento ao nossos investimentos na qualidade do cacau e do chocolate da agricultura familiar, que vai contribuir para a conquista de novos mercados”. A Coopesba tem o apoio do Governo da Bahia, através do Programa Bahia Produtiva.

O prêmio é uma iniciativa do Programa de Alimentos Artesanais e Tradicionais do Sistema CNA/Senar e o objetivo é valorizar e reconhecer os melhores chocolates artesanais do Brasil produzidos por mulheres.

Chocolates Modaka

As três produtoras de chocolate vencedoras serão premiadas no dia 9 de outubro, durante o 4º Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio, em São Paulo.

Marcela Tavares Monteiro de Carvalho, da Cacau do Céu, João Martins, presidente nacional da CNA, Elenilza Cruz Brito, da Natucoa e Ana Carolina Menezes, gestora do Projeto Cacau e Chocolate do Sebrae Bahia

Durante o evento, o público poderá provar, no estande do Sistema CNA/Senar, os cinco chocolates finalistas e votar no que mais gostaram. A produtora do chocolate mais votada pelo júri popular receberá R$ 2.000,00. A segunda colocada R$ 1.100,00 e a terceira R$ 700,00.

Os produtos passaram por uma etapa classificatória em que degustadores da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira e do Centro de Inovação do Cacau avaliaram os chocolates quanto ao aspecto, cor, sabor, aroma, textura, persistência e teor sólido do cacau.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar