DestaquesGeral

Buri, de Una a Paris, o chocolate com ´aroma` da Mata Atlântica

Assentamentos da agricultura familiar investem em qualidade do cacau e fortalecimento de marcas de origem

 

A agricultura familiar do Sul da Bahia descobriu no chocolate de origem uma alternativa para gerar emprego e renda, deixando de ser apenas produtores de amêndoas e agregando valor ao cacau. Um dos exemplos bem sucedidos e o Chocolate Buri, da cidade de Una, na região de Ilhéus. A produção foi iniciada em 2010, com o Rutella, (versão regional do Nutela,) além cocadas de diversos sabores, pimenta em conserva, hortaliças, biscoitos, etc. Sede de um parque de conservação do Mico Leão da Cara Dourada, espécie considerada em risco de extinção, Una é considerada uma das áreas de maior biodiversidade do planeta.

EXPANSÃO DA MARCA

Chocolate de origem e alto valor agregado

Para expandir a marca e seus produtos, a  Buri participou de eventos  como a I Feira de Produção Associação ao Turismo de Una, Feira Criativa, Salão de Turismo da Bahia Hotel Transamérica, Seminário do Empreendedor em Itabuna, Feira do Empreendedor em Uruçuca, Inova Cacau , I Pré-Jornada de Agroecologia de Una, Festival da Economia Solidária da Bahia, e chegou a mega eventos do setor de chocolate, como o Festival Internacional do Chocolate em Ilhéus, Festival do Chocolate da Amazonia e o  Salon du Chocolat de Paris. A Buri também esteve presente  na  FENAGRO/FEBAFES, Expo Conquista, Expoagrifan, Festival do Chocolate e Cacau de Camacan e  Encontros de Produção de Chocolate  Associada ao Turismo em Ilhéus e Itacaré.

Salão do Chocolate de Paris

CAPACITAÇÃO PERMANENTE

A participação dos associados em programas de qualificação do Sebrae, Escola do Chocolate da Floresta, Líderes Rurais- Instituto Arapyaú e Floresta Viva  permitiram maior conhecimento de toda a cadeia, da produção de cacau e chocolate a comercialização e elaboração de embalagens.

Capacitação e participação em eventos

Produzidos por agricultores dos Assentos Buri e Nova Galícia, o Chocolate Buri, integrado ao Centro de Economia Solidária (Cesol Litoral Sul), onde o produto é comercializado , passa por um processo de consolidação e busca de novos mercados.

Cacau de origem em área de bidiversidade

O Buri, comercializado nas versões  63% e 70% de cacau de origem. Foi criado pelo  Chocolatier e Técnico em Alimentos Weslem  Martins, com amêndoas analisadas pelo Centro de Inovação do Cacau- CIC/Uesc, com  designer da Engenheira de Produção Priscilla Costa  e essências de Leodilson Pereira e Gilvana Martins. Apoiam o projeto as influenciadores digitais  Bianca Lucília e Carine Vila, e a Família Magalhães do Assentamento Nova Galícia, com apoio técnico do professor Biano na produção do chocolate.A equipe conta ainda com os estagiários Mariana e Yuri Aquino e Felipe e Darnlei na Logistica.

PRODUÇÃO COLABORATIVA

Karlla (a esquerda na foto); chocolate gera emprego e renda

“Nosso trabalho é de forma colaborativa, nossos ingredientes são preferencialmente da agricultura familiar, nosso chocolate é vegano e se enquadra na categoria bean to bar”, afirma Karlla Costa, gerente comercial e de marketing.

Contatos para aquisição do Chocolate Buri podem ser feitos através do telefone/wathsapp (73) 73 982218607. Mais informações no instagram (@produtosburi)

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar