DestaquesGeral

I Chocoweb debate “O Cacau na Cultura e as Culturas no Cacau”

Webnário promovido pela Faculdade Madre Thais valoriza a rica cultura sulbaiana

A pisa e a cantiga. A memória e o museu. O caçuá e a bicicleta. A mulher na roça, a mulher na empresa. Escrever tudo isso e fazer ciência. Essa é a temática do  I Chocoweb, promovido pela Faculdade Madre Thais em Ilhéu, de 21 a 23 de outubro, das 19 às 21 horas.

Coordenado pelas professoras  Cilene Souza, Renata Mafra e Merice Rocha,  dos cursos Superiores de Tecnologia em Cacau e Chocolate e de Gastronomia, o  Webinário, com sabor de chocolate, tem como  como tema,  “O Cacau na Cultura e as Culturas no Cacau”, na região celebrizada por Jorge Amado.

Durante o evento, no dia 21, a  convidada Professora  Doutora Aline Nascimento (UNEB) interage com o professor mestre Eduardo Bittar (FMT) e aluna Ryanni Oliveira (FMT) sobre o fazer acadêmico. No dia 23, a empreendedora fluminense Gabriela Neves (Sweet bike) dialoga com o chocolateiro Gerson Marques (Fazenda Yrerê) sobre sabores, tradições e empreendedorismo;  e Patrícia Viana (Modaka) e Diana Pereira. (Natucoa) debatem o fim do patriarcado  na cultura do cacau.

No dia 23, para fechar o evento a professora convidada, Anarleide Cruz Menezes, da Academia de Letras de Ilhéus e do Museu Instituto Nossa Senhora da Piedfade, abordará o  cacau, seu patrimônio e memórias, com a participação de Tacila Mendes cantora do grupo Mulheres em Domínio Público.

O webnário  é gratuito, com vagas limitadas e entrega de certificado. Ocorre entre dias 21 a 23 desse mês às 19:00 na plataforma Google Meet

Link para inscrição: http://encurtador.com.br/amsSZ

O CURSO

O curso superior de Tecnologia em Produção de Cacau e Chocolate, oferecido pela Faculdade Madre Thaís, em Ilhéus (BA), é um marco na formação de profissionais por ser o pioneiro no Brasil. De acordo com a coordenadora professora Cilene Nascimento Souza, “o curso está em conformidade com a necessidade contínua para suprir às demandas da cadeia produtiva do cacau”.

Os primeiros profissionais que serão inserido no mercado estão capacitados para atender as necessidades das indústrias de cacau e chocolate, laboratórios para análise de produtos de cacau e chocolate, empresas e cooperativas de cultivo, armazenamento e distribuição de cacau e seus derivados, empresas de consultoria, elaboração e análise de projetos, instituições de ensino, pesquisa e extensão.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar