DestaquesGeral

Bebidas à base de cacau podem aplacar efeitos do estresse

Estudo também mostra proteção contra doenças cardiovasculares

Estudos mostram que o estresse está relacionado não apenas à saúde mental, mas também física — sabe-se, por exemplo, que a tensão constante tem impacto negativo na função vascular do nosso organismo, podendo contribuir para problemas cardíacos, por exemplo. Agora, pesquisadores Universidade de Birmingham, na Inglaterra, descobriram um ingrediente que parece ser uma boa opção para atenuar esses efeitos: o cacau.

Publicado na revista Nutrients, o estudo revela que bebidas de cacau rico em moléculas do tipo flavonol podem melhorar o fluxo sanguíneo durante momentos de estresse e reduzir deficiências temporárias na função das artérias pós-estresse. A pesquisa sugere também que essas substâncias têm a capacidade de ajudar a proteger as pessoas de derrames, doenças cardiovasculares e tromboses — eventos que podem ser induzidos por estresse.

As conclusões foram feitas a partir de um estudo randomizado, cuja proposta era analisar os efeitos dos flavonoides do cacau em mudanças cardiovasculares desencadeadas por episódios estressantes. Para isso, 30 homens saudáveis ingeriram bebidas de cacau com alto teor de flavonol 90 minutos antes de completarem uma tarefa estressante com duração de oito minutos.

FLUXO  SANGUINEO

Ao medirem o fluxo sanguíneo do antebraço, a atividade cardiovascular e o funcionamento dos vasos sanguíneos dos participantes, os pesquisadores perceberam que, em uma comparação entre as bebidas com flavonoides e as não enriquecidas com essa substância, o corpo responde melhor ao estresse nos casos em que há altos níveis de flavonoides.

Os cientistas observaram ainda que os vasos sanguíneos foram menos prejudicados quando os participantes beberam cacau com alto teor de flavonol e que, nessa mesma situação, houve uma melhora no fluxo sanguíneo durante o episódio estressante.

Isso acontece porque os flavonoides têm a capacidade de amenizar as deficiências da função endotelial causadas pelo estresse. Ao funcionar de forma eficiente, o endotélio — uma fina membrana de células que reveste o coração e os vasos sanguíneos — ajuda a reduzir o risco de doenças cardíacas, acidente vascular cerebral, trombose e diabetes.

“Nossas descobertas são significativas para a dieta cotidiana, considerando que a dosagem diária administrada pode ser atingida através do consumo de uma variedade de alimentos ricos em flavonoides, como maçãs, uvas pretas, amoras, cerejas, framboesas, peras, leguminosas, chá-verde e cacau não processado”, afirma Catarina Rendeiro, autora principal do estudo, em nota. Fonte: Revista Galileu

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar