DestaquesGeral

Produtores com certificação de IG são destaque no II Concurso Nacional de Qualidade de Cacau

Associação Cacau Sul da Bahia é referência na valorização da cadeia produtiva e agregação de valor

Produtores de cacau com certificação de origem da IG Cacau Sul da Bahia foram premiados no II Concurso Nacional de Qualidade de Cacau, promovido pelo Centro de Inovação do Cacau. O concurso reuniu 63 produtores da Bahia, Pará e Espírito Santo e foi dividido nas categorias Blend, Varietal e Experimental.

 

Na categoria Varietal, o produtor José Luiz Fagundes, da Fazenda Pequi, em Igrapiuna, ficou em segundo lugar,  com a variedade PH16 e o produtor Gleibe Luiz Torres, da Fazenda Mariglória,  em Itajuipe,  ficou em terceiro lugar, com a variedade Parazinho.

 

CERTIFICAÇÃO E QUALIDADE

José Luiz Fagundes

De acordo com José Luiz Fagundes, “a premiação, dado ao grau de importância e competência das instituições e pessoas envolvidas na organização do concurso  demonstra a evolução das nossas ações desde o último concurso, balizando as  melhorias necessárias e dando  visibilidade a todo o esforço que temos feito para evoluir junto com toda a equipe de colaboradores, que se dedicam arduamente para produzir a melhor qualidade possível esperada pelos clientes”.

Cacau da Fazenda Pequi

 

Ele destaca ainda o papel do IG Cacau no processo de qualificação: “inicialmente não imaginava o impacto tão positivo de ter a qualidade convalidada pela IG em relação as amostras enviadas inicialmente para análise. Isso aumenta nossa segurança de que o cliente receberá um produto de origem de qualidade e homogêneo, além de dar transparência a todo o processo, através da embalagem e QR Code”. O cacau produzido na Fazenda Pequi, com certificação do IG, já foi exportado para a Europa.

 

O MELHOR CACAU E O MELHOR CHOCOLATE

Cristiano Sant’Ana

Para Cristiano Sant’Ana, diretor executivo da IG Cacau Sul da Bahia “a premiação de dois produtores baianos da IG Sul da Bahia, numa categoria tão especifica quanto a Varietal no Concurso Nacional de Cacau Especial, demonstra o nível de compromisso da cacauicultura de nossa região com a inovação, transparência e principalmente respeito ao consumidor e aos mais altos padrões de qualidade do cacau”.

“Os resultados do concurso também representam a   eficácia dos processos de seleção de amêndoas da IG Sul da Bahia, favorecendo os produtores baianos, o cacau brasileiro, e dando destaque à nossa origem, à indústria chocolateira. Com isso,  ganha o consumidor que pode consumir os melhores chocolates do país, produzindo na região onde se concentram as melhores amêndoas”, ressalta Cristiano.

RASTREAMENTO

A certificação da IG permite a rastreabilidade de todo o processo de produção das amêndoas  garantindo ao consumidor final a qualidade da matéria prima. O cacau pode ser identificado pelo QR Code especifico de cada lote.

A Associação Cacau Sul Bahia-iG Cacau é uma federação formada por 20 instituições representativas com um total de 3400 associados e é atualmente a mais abrangente associação da cadeia do cacau e chocolate no Sul da Bahia.

O II Concurso Nacional de Cacau Especial é uma iniciativa conjunta da cadeia de cacau, apoiada pela Barry Callebaut, Cargill, Dengo, FAEB/SENAR, Harald, Mondelez, Gencau  e executado pelo CIC em parceria com a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (CEPLAC).

A etapa final foi composta por 15 profissionais de diferentes áreas de atuação, incluindo chefs, jornalistas, chocolate makers e pesquisadores irão avaliar os chocolates elaborados a partir dos líquors. Entre os membros do júri estão o chef confeiteiro Lucas Corazza, a chocolatier Luciana Lobo e o gerente de Marketing de Produtos da Cacau Show Lucas Cirilo.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar