DestaquesGeral

Aliança pela produção agroecológica avança nos territórios Litoral Sul e no Médio Sudoeste da Bahia

Créditos do BNB podem viabilizar produção de cacau e chocolate e conservação da Cabruca

Aconteceu nesta semana uma  reunião virtual para a discussão do acesso a crédito no Litoral Sul. O encontro reuniu dirigentes, consultores e técnicos do Instituto EcoBahia/COOAP, Teia dos Povos, Cooperativa da Agricultura Familiar e Economia Solidaria da Bacia do Rio Salgado e Adjacências  COOPFESBA, vereadores de Pau Brasil e Ibicarai, Banco do Nordeste. O objetivo foi traçar uma estratégia para agilizar o acesso a crédito para a produção agroecológica com foco no Cacau de qualidade.

Vinicius Teixeira, Agente de Desenvolvimento da Superintendência da Bahia do BNB.,  se colocou a inteira disposição  das instituições, como responsável pelo  do núcleo coordenador dos agentes de desenvolvimento do banco no Estado.

agricultura familiar aposta no cacau de qualidade

No encontro, ficou definido acordado que serão encaminhadas demandas para as agências de Itabuna e Itapetinga, para que após a apresentação de todos os documentos necessários e os projetos técnicos, os recursos possam ser liberados.

Nego Elder

” Estamos desde 2010 buscando acesso a crédito para a produção de cacau e chocolate e  mesmo com a referência da Bahia Cacau, hoje um caso de sucesso em todo o Estado, e outros parceiros estamos muito longe do ideal”, afirma Nego Elder, do EcoBahia.

“Precisamos ampliar as políticas públicas para fortalecer a produção de cacau e chocolate de qualidade e a preservação da Cabruca”, destaca.

 “A  Agricultura Familiar vem executando vários projetos do Bahia Produtiva e Aliança Produtiva, mas precisamos de créditos das instituições bancárias como o Banco do Brasil e o Banco do Nordeste para ampliar esse processo”, disse Osaná Crisóstomo do Nascimento,  da Bahia Cacau.

 

Osaná Crisóstomo do Nascimento

” O Governo da Bahia tem garantido através de políticas públicas a reestruturação das comunidades atendidas pelo Bahia Produtiva e da Assistência Técnica Agroecologia, mas o crédito  continua sendo nosso gargalo”, afirma Osaná.

recursos permitem adoção de novas técnicas de propdução de cacau

A proposta é  implantar modelos de  Sistemas Agroflorestais- SAF’s que garantem renda para os agricultores familiares e  sustentabilidade; A agricultura familiar já  mudas, SAF’s, chocolate e demais derivados de cacau. Já existe um projeto para recuperar 200 mil hectares de cacau e implantar 200 mil hectares de SAF’s com manejo agroecológico.

Chocolate Terra Vista

A reunião contou  com as presenças de  Adi Lira Coordenador do EcoBahia, Eliomar  técnico da COOAP e do EcoBahia, vereador Nego Elder mobilizador do EcoBahia/COOAP/Teia dos Povos, Osaná Crisóstomo. presidente da COOPFESBA, Jonatas Soares vereador de  Ibicaraí, Gisele Barbosa técnica de campo do EcoBahia, Pimenta Neto agrônomo da COOPFESBA, Thiago Guedes consultor, Keuren Luan técnico do EcoBahia, Josivaldo Dias, do  marketing e comercialização da COOPFESBA.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar